segunda-feira, março 19, 2007

"Isto é que é Fixe!"

Mais um fim-de-semana... acabou e desta vez estou mesmo de rastos! (Acabo de dar um espirro e os abdominais iam-me matando de dores)
A semana passado o meu papi veio cá visitar-me e no domingo tive que o levar de regresso ao aeroporto ao Porto. A seguir aproveitei a viagem e fui ter com o Mestre à Sra. do Salto, onde estava com o Cardinal e o Lorenzo. Felizmente já tinham desistido da clássica e estavam no "Sonho Interrompido" a desfrutar de um belíssimo dia de sol. Ainda pude provar em top mais um quinto e acabar o dia em grande com uma pancada que me causou um "duplo joelho", um pequeno corte na cabeça, o Porto a ganhar ao Marítimo fora e um pequeno menu de sushi para jantar, o verdadeiro fim de fim de semana perfeito!

















Este fim de semana era para ter sido finalmente a abertura oficial da escola de bloco de Trancoso pois pensava eu que já tinha convencido o mestre e o filhote a cá virem... afinal quinta decidiu-se que iríamos para a Pedra do Urso na Serra da Estrela onde estaria meio mundo reunido... ok, não foi meio mundo mas que foi giro foi e valeu a viagem. O Mestre e o filhote passaram por aqui no sábado às 8 e deram-me boleia. Lá fomos conhecer o "teatrinho" do Luizito que já estava devidamente etiquetado com umas dedadas no antebraço... (que brutalidade!) mas como estava tão simpática e tão insistentemente nos tentou convencer a levar umas natas fresquinhas é porque afinal gosta do tratamento - desde que seja ao natural é claro! Mas também numa pastelaria que vende uns Chupas para crianças que forçariam qualquer padre a dedicar uma omilía inteira reprovando-os e qualquer beata a rezar por mais...tudo era de esperar.
Lá seguimos para cima em direcção à Penha da Saúde e aos seus fantásticos blocos. Estava um dia de sol fantástico. Apareceram o Luizito, o Magno, o Rodrigo e o Hélder. Depois de uma tarde frustrante em que apenas consegui encadear a via mais básica, no sentido real da palavra, enquanto aqueles duros faziam verdadeiros milagres da física contrariando aquilo que para mim eram leis naturais até então... cheguei à conclusão que só sirvo para "técnica" e a minha ambição passou a ser tornar-me seleccionadora nacional! Assim nem preciso de escalar nada e posso sempre manter este ambiente fantástico e praticar sempre que quiser. Votem em mim!



















Acabámos o dia a tomar um café e umas cervejas e para os mais excêntricos um "abatanado", num café nas Penhas da Saúde enquanto partilhávamos experiências passadas de rebeldias, noites mal passadas, outras demasiado bem, mau beber e a emoção do campismo... enfim, uma troca de registos que tornam alguns únicos!
O Magno e o Rodrigo tiveram que ir tratar dos seus teatrinhos e entretanto encontrámo-nos com o Leo e o Miguel que tinham ido para a Barroca, fomos a casa do Luizito ver os resultados de mais uma eliminatória do campeonato em Birmingham e depois jantar num restaurante perto do Fundão onde comemos uma sopa de pedra, um leitão assado e um "pito à passarinho" e tive que gramar a derrota do Porto contra o Sporting para delírio de todo o restaurante, em especial a já eléctrica dona, quando tinha sido eu a pedir para mudarem para a SporTV logo a início... que balde de água fria... mas pronto, enquanto tratávamos de mais uma vez chocar (ou deliciar) os nossos vizinhos com mais episódios que fariam qualquer mulher da vida corar e esclarecer as dúvidas de alguns quanto à verdadeira natureza do duvidoso doce com que o meu querido filhote me tinha presenteado mais cedo... uma verdadeira girafa perversa confundida com um profiláctico!

Depois fomos para a quinta do Luizito que nos recebeu fantásticamente. Ainda tertuliámos mais um pouco, vimos a telenovela e finalmente fomos descansar.
Domingo fomos dizer bom dia à Tânia 1 e à Tânia 2 e tomar o pequeno-almoço. A seguir separámo-nos e eu, o Mestre e o filhote acabámos por ir fazer desportiva para a Barroca. O sítio é fantástico, numa encosta do rio Zêzere com o maciço da Serra da Estrela à vista.
É pena que já estivesse toda dorida e com a motivação em baixo... mesmo assim deu para encadear a "via das Namoradas" em flash e dar mais dois tiros noutras duas... mas muito desgastante, as dores estavam a tornar-se insuportáveis. Deitei-me ao sol e ainda relaxei enquanto os "miúdos" se divertiam mais um pouco. O Márcio é incansável e o seu espírito é inspirador. Ainda deu uns tiros num 7a lindo mas eu e o Nunito já estávamos demasiado cansados, fui só provar mais um "quinto" e depois fomos até Janeiro de Cima ver o rio e tomar café a um barzinho agradável.








































No regresso parámos na Guarda para o obrigatório jantar num chinês ao domingo e depois deixaram-me em casa nas Antas e seguiram para o Porto. Tratei imediatamente de dar os presentes ao meu Milu que tinha feito no sábado 1 ano e tinha ficado sozinho com o Sebastião desde então. Resumidamente foi mais um fantástico fim-de-semana de escalada mas com certeza o mais cansativo desde que comecei a escalar. Já andamos a contar os dias para Espiel...

1 comentário:

Marcio Parente disse...

Isto sim que é uma reportagem de fim de semana. Gostei muito de o ler.

Beijos e para a semana poder ser que haja mais